[Conferência] – “Uma investigação sobre a natureza humana a partir da filosofia transcendental de Immanuel Kant” – Prof. Dr. Daniel Omar Perez

Immanuel Kant (1724 -1804) filósofo alemão, geralmente considerado dentre os maiores filósofos da era moderna.

Resumo da conferência: A filosofia transcendental de Kant foi elaborada a partir de uma crítica à metafísica e à ontologia tradicional. Essa crítica se articula na tentativa de dar resposta às seguintes perguntas: 1. O que posso saber? 2. O que devo fazer? 3. O que é permitido esperar? As três perguntas comduzem a uma quarta: O que é o homem? A formulação de respostas a estas perguntas levou Kant a uma nova concepção de antropologia e de natureza humana. De acordo com ele, a antropologia pragmática não procura saber o que a natureza fez do homem, mas o que o homem faz, pode e deve fazer de si mesmo. Nesta conferência buca-se apresentar a concepção kantiana de natureza humana e de antropologia, bem como a relação destas com a tarefa da filosofia como crítica.
Conferencista:
Daniel Omar Perez é professor doutor em filosofia na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), pesquisador PQ 1D no CNPQ com “A antropologia e o juízo prático. O ser humano como executor de operações judicativas na virtude, no direito, na história e na pedagogia de Kant”. Também desenvolve um projeto sobre A constituição do sujeito a partir das relações de identificação; uma abordagem entre a filosofia kantiana e a psicanálise freudiano-lacanaina. Em 2012 realizou um estágio de pós-doutorado na Bonn Universität (ALEMANHA) onde desenvolveu parte do projeto sobre antropologia em Kant e avançou na tradução das “Reflexões de Antropologia” de Kant (trabalho iniciado com Valerio Rohden em 2008). No ano de 2007 realizou outro estágio de pós-doutorado na Michigan State University (EEUU) com o apoio da Capes onde trabalhou na antropologia pragmática de Kant e na organização do livro “Kant in Brazil” com Frederick Rauscher. Publicou artigos de filosofia e psicanálise em revistas especializadas e livros, tais como Kant e o problema da significação (Editora Champagnat, 2008), O inconsciente, onde mora o desejo (Record, 2012), Ontologia sem espelhos (CVR, 2014), dentre outros.

Comentários via Facebook

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *